Mais países planejam mudar embaixadas para Jerusalém

06/11/2018

Após anúncio de Bolsonaro, outros países planejam mudar embaixadas para Jerusalém

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu tem trabalhado para fortalecer os laços dentro da União Europeia.

Depois que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) declarou ao jornal israelense Israel Hayom que planeja transferir a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém, um alto oficial diplomático disse à publicação que outros países também devem anunciar a transferência de suas embaixadas. A República Tcheca deve ser o primeiro deles a fazer a mudança.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, classificou a decisão de Bolsonaro como “um passo histórico, correto e comovente”.

O oficial disse que o assunto veio à tona no fim de semana, durante uma visita oficial de Netanyahu a Varna, na Bulgária, como parte dos esforços de Israel para fortalecer os laços dentro da União Europeia.

O mesmo oficial revelou que Israel estava examinando a possibilidade de iniciar associações intra-europeias, a fim de diminuir a transferência de fundos para organizações de esquerda. O oficial avaliou que Israel poderia encontrar um terreno comum com muitos países dentro da Europa em sua campanha contra a política de apoio a ONGs anti-Israel.

Netanyahu pediu à primeira-ministra da Romênia, Viorica Dăncilă, que em breve assumirá o papel de presidente rotativa da União Europeia, para usar seu papel para influenciar o tratamento da UE a Israel.

No Fórum de Craiova, em Varna, Netanyahu revelou que Israel recentemente impediu dezenas de ataques terroristas em solo europeu, inclusive na Dinamarca.

Relações palestinas

O oficial ainda revelou que Netanyahu se encontrou recentemente com o ministro das Relações Exteriores de Omã, Yusuf bin Alawi, que estava em Ramallah, na Cisjordânia, para uma reunião com funcionários da Autoridade Palestina.

Oficiais em Jerusalém ficaram impressionados com as observações conciliatórias do ministro das Relações Exteriores, que foram criticadas em todo o mundo árabe.

O oficial se recusou a comentar uma publicação do jornal pan-árabe Asharq Al-Awsat, sediado em Londres, na última sexta-feira (2), segundo o qual Netanyahu deveria visitar outro país do Golfo Árabe em breve.

O ministro das Relações Exteriores palestino em Ramallah se recusou a comentar oficialmente as declarações de Bolsonaro, mas um oficial diplomático palestino disse a Israel Hayom que o líder da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, levantou a questão em uma reunião com o presidente egípcio Abdel Fattah El-Sisi no Cairo no fim de semana.

Abbas compartilhou com El-Sisi as preocupações dos palestinos sobre as intenções de Bolsonaro e pediu ao Cairo para usar sua influência para pressionar os brasileiros a não mudarem sua política externa. O funcionário enfatizou que o Ministério das Relações Exteriores palestino começou a se preparar para a possibilidade de Bolsonaro ordenar a transferência da embaixada e rebaixar o status da embaixada da Palestina em Brasília.

“Ainda é muito cedo para dar passos, porque até agora são apenas declarações”, disse o embaixador da Palestina em Brasília, Ibrahim Mohamed Khalil Alzeben. “Acredito que o sistema político no Brasil irá garantir que o presidente eleito atue de acordo com o direito internacional”.

IDÉE Gospel Músic +5562 9 84609787

Boko exige US$ 275 milhões para libertar menina que não negou a FÉ

06/11/2018

A família de Leah Sharibu, estudante cristã que foi sequestrada pelos extremistas do Boko Haram, está pedindo orações depois que o grupo radical islâmico exigiu 275 milhões de dólares por sua libertação.

Gloria Samdi Puldu, uma amiga da mãe de Sharibu, disse ao jornal Punch que o preço inicial de 275 milhões de dólares não é uma quantia pequena, “mas esperamos que o governo nigeriano encontre uma maneira de negociar e trazer a garota cristã para casa”.

"Nós lemos a notícia na mídia. Agora precisamos orar e continuar intercedendo pelo governo. Isso é tudo o que podemos dizer. Estamos orando por Leah Sharibu e pelo governo. Estamos orando pelo Boko Haram. O que fazemos? O que podemos dizer?" disse Puldu, que é professora titular do Departamento de Ciência Política da Universidade de Jos.

"Eu estive em contato com os pais de Leah Sharibu e falei com eles. Como eu disse, nós temos que orar porque o que mais pode ser dito sobre essa quantia? Existe algo que alguém possa dizer sobre isso? É apenas orar, e isso é o que estamos fazendo", acrescentou.

"Deixamos que Deus intervenha nesta situação. Eu falei com os pais dela, são apenas orações". Uma fonte não identificada confirmou ao Punch que os radicais islâmicos exigiram a quantia de dinheiro para Sharibu, que foi mantida refém depois de ter sido sequestrada com outras alunas, em fevereiro.

A menina de 15 anos é a única do grupo que permanece em cativeiro, pois se recusou a renunciar à sua fé em Jesus Cristo e se converter ao islamismo. A fonte assegurou que o governo nigeriano continua fazendo esforços para libertar Sharibu.

"Estamos cientes de que a organização terrorista que a detém está exigindo essa quantia. Embora nenhum valor seja demais para tirar a alma de uma pessoa inocente do perigo, acho que o governo da Nigéria está considerando muitas coisas", continuou a fonte.

"Estamos suplicando que os membros da seita Boko Haram sejam atenciosos em suas exigências também. Eles devem libertar a garota e entregá-la para seus pais", complementou.

Os radicais islâmicos, que vêm aterrorizando a Nigéria desde 2009, recentemente executaram dois agentes humanitários junto ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha. As mortes serviram como uma advertência ao governo nigeriano e à comunidade internacional.

Em um vídeo divulgado no início de outubro, o Boko Harm alertou que Sharibu será uma "escrava pelo resto da vida". "Com base em nossas doutrinas, agora é lícito que façamos o que quisermos com elas", disse o grupo, referindo-se também à captura de Alice Ngaddah, uma trabalhadora cristã que operava junto com a UNICEF.

Grupos de vigilância de perseguição, como Save the Persecuted Christians (Salve os Cristãos Perseguidos, em tradução livre), pediram esforços mais concretos para salvar a menina. "Agora nós assistimos com horror enquanto ela, e as outras mulheres, são conduzidas para fuzilamento ou coisa pior", disse o membro fundador e diretor da Save the Persecuted Christians Dede Laugesen.

IDÉE Gospel Músic +5562 9 84609787

Militantes de esquerda atacam evangélicos no Chile

06/11/2018

A militância de esquerda na América Latina vem, aos poucos, revelando sua verdadeira natureza de intolerância. Um caso recente que comprova isso são os ataques, violentos, registrados no Chile recentemente.

No último sábado, 27 de outubro, foi realizada uma edição da Marcha Para Jesus em Santiago, e o evento terminou com tumulto após os fiéis serem atacados por militantes de esquerda, armados com paus e pedras.

De acordo com a imprensa local, os ativistas políticos visavam impedir que a multidão evangélica alcançasse a Praça da Cidadania, onde seria realizado o culto de encerramento do evento. A Marcha Para Jesus chilena tinha como tema a oposição a valores progressistas, como ideologia de gênero e aborto.

A polícia que acompanhava o evento, interviu para evitar que os militantes agredissem os fiéis, e no meio do tumulto, o policial Luis Alberto Rojas Ambiado, acabou ferido por uma pedrada na cabeça e foi encaminhado para o hospital mais próximo, assim como dois evangélicos que precisaram de cuidados médicos emergenciais.

O portal El Mostrador informou que o grupo de esquerda era formado por 150 militantes, que assim como no Brasil, referiam-se aos cristãos como “fascistas”, repetindo um rótulo adotado pela esquerda no mundo todo para lançar descrédito sobre seus opositores.

Vandalismo

A agressão física não é a única manifestação da esquerda no Chile, assim como ocorre no Brasil. Um templo da Igreja Universal do Reino de Deus foi pichado em Santiago com frases de repúdio aos princípios religiosos, naturalmente conservadores.

A manifestação de apoio do bispo Edir Macedo à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) ecoou entre os grupos de esquerda não apenas em território brasileiro, mas também no exterior.

Frases como “com o seu dízimo financias o diabo”, “ele não” e “Hitler = Bolsonaro” foram pichadas em toda a fachada da igreja, que fica localizada no bairro Recoleta, um dos mais humildes da capital chilena.

De acordo com o pastor responsável pela igreja, Francisco de Menezes, essa é a primeira vez que pessoas picham a igreja por motivações políticas. “Vamos abrir normalmente, isso não nos intimida. Mas acho uma ação de terrorista, de vândalos. Espero que as pessoas pensem mais no próximo, em vez de quererem agir assim”, lamentou.

Dj Don Om Ar +5562 9 84609787

Artistas globais exigem boicote a Ana Paula por apoio a Bolsonaro

06/11/2018

A “resistência” às ações políticas do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) estão em curso, mesmo que o mandatário ainda não tenha tomado posse. Uma verdadeira caça às bruxas está em andamento em vários setores da sociedade, assim como no meio artístico. Na TV Globo, os contratados da emissora que militam na esquerda estariam organizando boicote a colegas que manifestaram opinião favorável ao capitão do Exército, e a cantora Ana Paula Valadão é um dos nomes na lista negra.

A informação sobre a inclusão da pastora Ana Paula Valadão numa lista de boicote dos artistas globais foi revelada pelo jornalista especializado em bastidores da TV Ricardo Feltrin, colunista do portal Uol.

“A política arranjou mais uma dor de cabeça para a Globo. A emissora está tendo de administrar um complicado “racha” em seu elenco artístico – tanto o da dramaturgia como o musical”, informou o jornalista.

Os principais nomes que estariam sendo alvo de uma perseguição política na emissora são a atriz Regina Duarte e o apresentador Márcio Garcia, que se posicionaram a favor de Jair Bolsonaro. Dentre os artistas musicais, Ana Paula Valadão puxa a fila de artistas que inclui também Gusttavo Lima, Zezé Di Camargo, Ferrugem, Jammil, Eduardo Costa, Tati Zaqui e Latino.

“Atores e atrizes que estão sendo chamados para as próximas produções da emissora, por exemplo, exigem saber antes quem serão os colegas de elenco. Dizem que não querem contracenar com ‘fascistas'”, informou Feltrin. Na área de shows, Márcio Garcia está no olho do furacão no Projac, desde que apareceu em foto beijando o então candidato do PSL. Se o Tamanho Família tiver nova temporada em 2019, sua produção terá bastante dificuldade em conseguir convidados na casa. Mas a pressão é para que o programa acabe”, acrescentou.

Ao final, o jornalista pontuou que, “historicamente”, a emissora da família Marinho, “nunca discriminou ou deixou de convidar artistas por causa de suas posições políticas”, mas ponderou que “jamais houve uma ‘racha’ semelhante em seu elenco”.

Dj Don Om Ar +5562 9 84609787

Hubble descobre lua em Makemake, planeta anão “vizinho” de Plutão

27/04/2016

Anote aí: mais um planeta anão entrou para a lista dos que têm luas conhecidas. Com a ajuda inestimável do Telescópio Espacial Hubble, astrônomos encontraram um satélite natural ao redor de Makemake, o segundo planeta anão mais brilhante. O primeiro, claro, você conhece: Plutão.Makemake foi descoberto apenas em 2005 e ganhou o nome da deusa da criação dos Rapa Nui, povo nativo da Ilha de Páscoa, no Chile. Ele tem pouco menos de 1.400 km de diâmetro (contra 2.372 km de Plutão, medidos com exatidão pela sonda New Horizons) e, a exemplo de seu irmão maior, é um membro do cinturão de Kuiper, localizado além da órbita de Netuno.

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Dj Don Om Ar +5562 9 84609787 WhatsApp

Gospel Varius

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!


Top 5

Anunciantes